Siga-nos no Twitter! Curta nossa fan page no Facebook!

22/03/2017 - 08:22:53
Santo André empata no fim


Anderson Fattori
Diário do Grande ABC


O Santo André viu escorrer pelos dedos a primeira vitória em casa no Campeonato Paulista. Ontem, contra a Ponte Preta, o time jogou bem, mas falha bisonha do zagueiro Diogo Borges complicou a partida, que terminou com dramático empate por 3 a 3, no Bruno Daniel.
Com 11 pontos, o Ramalhão segue ameaçado pelo rebaixamento à Série A-2, e ocupa a 12ª posição no geral. Já dentro do Grupo C, o Santo André subiu para terceiro, a três pontos do vice-líder Novorizontino. A Ponte Preta lidera a Chave D, com 16.

Sérgio Soares optou pela entrada de Dudu na lateral direita, deixando Cicinho, que retornou de lesão, no banco de reservas. O Santo André iniciou melhor o jogo e abriu o placar com Henan, de cabeça, aos sete minutos – foi o quinto gol do atacante nos últimos três jogos.
Nem deu tempo de o Santo André administrar a vantagem e a Ponte Preta arrancou o empate. Nino Paraíba ganhou de Aelson e tocou para Elton cruzar na medida para Lucca, aos dez, chutar rasteiro, sem chance de defesa para Zé Carlos.

Depois dos gols, o Santo André passou a trocar passes em busca do espaço, enquanto a Macaca, sem criatividade, apostava em lançamentos longos para Pottker e Lucca.

No segundo tempo, a Ponte voltou diferente, com Yuri na vaga de Matheus Jesus, com Pottker deslocado para a ponta. Assim, o time empurrou o Ramalhão para o seu campo.

Sem medo, Sérgio Soares abriu o time com a entrada de Guilherme Garré na vaga do improdutivo Fernando Neto. A ousadia foi recompensada aos 14, quando Garré recebeu linda bola de Serginho e cruzou. Antes de Henan, Jeferson tentou cortar e mandou contra: 2 a 1.

Parecia que o Santo André controlaria o jogo. Tinha a posse e passou a explorar os espaços deixados pela Macaca. Foi então que chutão despretensioso, aos 21, mudou o panorama. O zagueiro Diogo Borges se atrapalhou e, ao tentar recuar para Zé Carlos, marcou contra.

O Santo André sentiu o golpe. Dois minutos depois, Lucca foi lançado, limpou facilmente a marcação de Dudu e chutou rasteiro para defesa parcial de Zé Carlos. No rebote, Pottker fuzilou: 3 a 2.

Os instantes finais foram dramáticos. O Santo André foi com tudo ao ataque e, aos 45, empatou com Cicinho, que saiu do banco para deixar tudo igual.








 

Ramalhonautas - Balançando a Rede! O Site do Torcedor Ramalhino
®2004/2016 - Todos os Direitos Reservados